Porque as mulheres são fetichistas

O homem mais experiente deve ter notado que as mulheres são paranóicas e extremamente fetichistas.
A mídia exacerbou muito essa condição natural da mulher de só querer fornecer sexo para o homem em condições predeterminadas por ela.
Isso ocorre porque a mulher não gosta de sexo e não gosta do corpo do homem.
O fetiche, nada mais é do que uma desculpa, uma espécie de “escudo” que a mulher utiliza para não fazer sexo a todo momento.
Esta crescendo cada vez mais aquele tipo de mulher que quando vai dar, se enfia lá no banheiro e só sai 1 hora depois e toda cheia de acessórios no corpo.
E eu não estou falando de uma “inocente” cinta liga não, estou falando de uma verdadeira parafernália!

E tem aquele tipo de mulher que tem tara em dar dentro de carro, e só dá se o homem tiver carro e nem adianta tentar argumentar.
Se o cara insistir em ir para algum lugar mais reservado, nem chupeta ela faz e o sujeito volta pra casa e se acaba na punheta.
Muito difícil encontrar uma mulher que gosta de dar estando completamente “nua” sem apetrechos especiais, vibradores, fantasias, roupas…
E aqueles gelzinhos de merda que só servem para fazer o seu pau arder porque nada mais são do que óleo de cozinha (isso mesmo) com aromatizastes e perfumes, enfim, sem um monte de “equipamentos” especiais que elas adoram usar.
A mulher fetichista não gosta de sexo!
As mulheres podem, com toda a sua gigantesca capacidade de argumentação (ok, estou sendo irônico agora) dizer que os homens também são fetichistas porque só querem comer as “gostosonas” com peitões e bunda grande.
Mas raramente um homem vai deixar de fazer sexo com uma mulher porque ela não tem uma bunda grande ou peitos de silicone.
As mulheres dispensam violentamente os homens que elas acham “desinteressantes”.
O homem come qualquer tipo de mulher, e as vezes nem quer saber o nome dela.
Isso acontece porque o homem gosta de sexo.
O homem venera o corpo feminino.
Na internet existem milhares de comunidades, blogs, sites pornos, que os homens entram todos os dias e não se enjoam de ver milhares de vezes as mulheres fazendo as mesmas coisas.
Mas o mesmo não ocorre com a mulher, somente os gays compram pornografia exclusivamente masculina.
Mulher não liga para ver filme pornô, em pleno século 21 com toda a facilidade que elas tem de poder ter acesso a pornografia e no máximo elas olham algumas coisas por curiosidade, e dificilmente ficam excitadas quando assistem.
Quando uma mulher assiste um filme pornô, ela fica o tempo todo reparando no corpo da outra mulher e apontando os supostos defeitos que a “atriz” talvez tenha.
A mídia, ao diminuir brutalmente o valor social do homem tornou as mulheres muito mais fetichistas.

Muitas mulheres não admitem que são frígidas e apelam para o fetichismo.
O fetichismo feminino é muito incentivado pela mídia porque é extremamente lucrativo.
Bilhões são gastos com o fetiche feminino e na maioria das vezes quem paga essa conta são os homens, porque querem agradar as mulheres.
Quando sua parceira vier pra cima de você com aquele papinho furado de que adoraria ganhar aquela merda que vende no sexshopp, saiba que é porque ela não tem tesão verdadeiro em você e precisa se utilizar de coisas artificiais para sair da inércia sexual dela!
A mulher atual está tão paranóica que só consegue ficar excitada com um “super-homem” aquele homem que tem características típicas de um macho dominador e muitas vezes violento.
Sem uma situação fetichista, o sexo pra mulher fica insuportável.
As “casas” de swing estão crescendo muito, são um fenômeno, uma verdadeira fábrica de dinheiro para seus donos.
Mas isso ocorre porque as mulheres não só aceitam ir nesses lugares, como muitas ainda estão convencendo os seus provedores a também gostarem de fazer surubas.

Toda mulher é uma bissexual em potencial.
Quando elas vão nesses lugares, elas ficam extremamente excitadas com as outras mulheres que estão dando para vários caras ao mesmo tempo.
Elas não ficam excitadas somente com os homens, muitas nem ligam para os homens.

Se o homem não for rico, famoso, bandido ou um cara musculoso, elas não conseguem ficar excitadas.
Na tv elas berram, choram, desmaiam, dão a calcinha e o cu para os “artistas”, jogadores de futebol, cantores, aliás, é impressionante a tara que as elas possuem por cantores.

Enquanto isso, milhares de homens “normais” ficam encaixotados esperando apenas uma abertura, uma chance de conseguir uma namorada ou talvez até uma esposa.
As mulheres não só aceitam, como adorariam fazer parte do harém que os homens famosos e poderosos possuem.
Cantor de funk Mister Catra e seu harém.

Enquanto você vê aqueles preservativos na sua carteira perderem o prazo de validade, os “artistas” comem milhares.

Observem nos comentários femininos que a maioria das mulheres apóiam e dizem ser “normal”.
Mas se fosse um homem humilde, sem dinheiro e poder, essa opinião delas mudaria totalmente.
As mulheres sempre são muito ambivalentes.
São dois pesos e duas medidas sempre, vai de acordo com o interesse delas.
As mulheres agem dessa forma porque possuem um gigantesco complexo de superioridade e uma mente ilógica.
O homem normal é visto por elas como um inútil, um ser que no máximo deve ser utilizado como provedor e depois deve ser descartado.
Quando uma mulher diz ser “forte” e independente, eu penso no quanto essa piada é sem graça.
Elas só são com relação aos Betas, porque diante de um Alfa elas tremem e aceitam que ele faça o que quiser com elas numa boa.
Essas mesmas mulheres as vezes aceitam ficar sozinhas por meses, dispensando todos os Betas que tentam qualquer aproximação com elas.
Elas só aceitam homens que se enquadram nas exigências insanas delas.
Isso é um símbolo da absoluta desvalorização do homem.
O fetichismo feminino excluiu de forma imediata todos os homens “normais”.

Nas redes sociais elas fazem uma verdadeira lista de exigências somente para aceitar conversar com um homem e são extremamente preconceituosas.
Como a mulher é muito dissimulada, esse preconceito é velado, mas ele existe e é fortíssimo na mulher atual.
Elas exigem dinheiro, “pegada”, músculos, carro (e tem que ser novo) e o cara ainda tem que ser “popular” porque senão ele “cai” no conceito delas de homem “popular” para homem “que ninguém gosta”.

Certa vez, uma mulher me disse:

“As mulheres devem cair matando em cima de você né!
Se elas gostam de você “machista” assim, eu também gosto!”

O que isso quer dizer?

Quer dizer que mesmo eu sendo naquele momento disputado por várias mulheres não valho nada, porque elas só são capazes de enxergar o que as outras mulheres estão fazendo e querendo.
A mulher atual não consegue sentir nenhum desejo sexual genuíno por um homem que não seja dominante.
A “cultura do sex shopp” é uma cultura sexista, que supervaloriza o corpo feminino e despreza o corpo masculino.
É uma cultura que exalta a sensualidade feminina, como se ela por si só fosse capaz de resolver todos os problemas femininos.

As mulheres não admitem, mas quase todas tem muita dificuldade para atingir o orgasmo.

Além da libido feminina ser muito inferior a masculina, o que atrapalha muito a mulher é exatamente essa cultura fetichista.
Elas quase não gozam (muitas morrem sem saber o que é um orgasmo) e colocam a culpa no homem porque o ego e a infantilidade da mulher atual não permite que elas assumam a responsabilidade.
A mulher sente uma profunda inveja da facilidade que o homem tem para chegar ao orgasmo.
Muitas transformam essa inveja em raiva.
Existe toda uma ciência por trás disso tudo, e milhões são gastos em pesquisas somente para saber como manipular de forma mais eficaz a mente feminina e principalmente a mente masculina, porque em última analise quem financia todo essa cultura fetichista são os homens.
Os homens financiam o fetichismo feminino não somente dando seu dinheiro, mas principalmente usando a sua inteligência para criar todos esses apetrechos sexuais que as mulheres usam, ou você acha mesmo que mulher tem cérebro para inventar tanta coisa?

71 comentários em “Porque as mulheres são fetichistas

  1. Roberto disse:

    Post muito bom.

    As mulheres são como crianças. Eu lembro que quando eu tinha meus 06 anos de idade, morava em um bairro relativamente seguro onde eu e as outras crianças brincávamos nas ruas. Naquela época, eu só me interessava pelo que as outras crianças estavam a fazer. Os adultos “existiam”, é claro, mas eram só uns “chatos autoritários” que me davam comida. Compare isso com a realidade da mulher adulta e é assim que ela age. A mulher nunca amadurece. É uma eterna criança, que por possuir cognição limitada, é incapaz de valorizar as qualidades de um adulto, e por isso sua vida limita-se a brincar com as outras crianças (mulheres, bebês e animais irracionais).

    Em relação à psicologia, acredito que as mulheres não possuem superego. Elas não sofrem dilemas morais e não possuem uma voz da razão dentro de si. Vivem apenas para o próprio ego e só se comportam quando sentem medo da reprovação social. Mas se a sociedade deixasse que elas fizessem tudo, elas fariam tudo. E é por isso que nos dias de hoje as mulheres são extremamente fetichistas. Como não existe autoridade na libertinagem social, o ego se torna doente, pois se cansa de tudo o que é normal e fica viciado em fortes emoções. As mulheres jamais conseguem vencer as fortes emoções, e por isso são totalmente dominadas pelos machos alpha. Se possuíssem superego, teriam forças para lutar contra a vadiagem.

    A mulher só enxerga aquilo que ela sente. Se ela sente prazer com algo, ela considera que esse algo é certo. Nesse aspecto, a mulher se assemelha a um animal irracional. Ela não consegue perceber que o que ela deseja nem sempre é o melhor para ela e para a sociedade. Essa falta de visão é responsável por abortos (assassinatos de bebês), mulheres gordas adotando a ridícula moda plus size, ódio irracional contra homens, assassinato de pessoas idosas (a maioria das pessoas culpadas por maus tratos e homicídios contra os fracos -nascituros, crianças, adolescentes, idosos e deficientes- são as mulheres).

    A ideia de Freud de que a mulher inveja o pênis do homem é extremamente acurada do ponto de vista da Real. A mulher percebe que não tem pênis e se sente castrada. Por isso, ela passa a invejar todas as características predominantes ou exclusivas no homem. Pelos no corpo, linguajar mais solto, racionalidade aguçada, maior força física, expontaneidade, criatividade, etc. Com essa inveja, a mulher faz o seguinte raciocínio: já que a natureza não me deu um pênis, eu mesma vou me dar valor! E é por isso que as mulheres se fazem de difíceis mesmo nos casos onde elas estão interessadas no homem. Elas relutam em satisfazer o pênis, relutam em “sucumbir às injustiças da natureza”. A maioria dos pesquisadores nos estudos sobre ereção e orgasmos masculinos são mulheres. Interessante, não? Sexólogas do sexo feminino também são maioria. As mulheres tentam compensar sua falta de sexualidade com o fetichismo, com a imitação do macho através da vadiagem (considerando que a vadia é uma versão mal feita do cafajeste).

    Mulheres sentem um ódio ancestral dos homens, como diria Nessahan. Elas se sentem muito felizes quando vêem um homem a sofrer. Sentem que o destino está se vingando da “opressão peniana”. Lembram daquele caso recente onde um homem teve seu pênis cortado fora e muitas mulheres adoraram? Pois é. Inveja do pênis a todo vapor.

    A mulher vive uma duplicidade de intenções. Por um lado, não quer satisfazer o pênis, pois sente que estaria premiando uma natureza que a castrou e a deu o pequeno e inútil clitóris. Por outro lado, ela deseja ter acesso a todos os poderes que ela associa ao pênis (força, racionalidade, dinheiro, poder sexual, e outros aspectos masculinos que superarem os alcançados e alcançáveis por ela), ou seja, ela quer um reprodutor para ter o melhor bebê possível (que segundo Freud, é um substituto ao desejo de ter um pênis) e um provedor, porque não é capaz de trabalhar nas mesmas condições que os homens sem ter que recorrer a psiquiatras e antidepressivos.

    • wagner disse:

      Brilhante cara, não poderia expor melhor sob o ponto de vista da psicologia. Muitas negam isso, apenas pelo fato da reprovação social. Mulheres são assim, fazer o que, é o cerebro delas, agora hoje com essa libertinagem toda, nossa sociedade e familia, esta em colapso. E qual era o regulador moral pra esses comportamentos? Resposta: a ética, a religiao, a moral etc etc. E agora mais numa sociedade ateista e sem valores NENHUM, sejam religiosos ou éticos, ela se sentem no direito de se comportar até como animal.

      • Ze do buteco disse:

        ética e moral não tem ligação nenhuma com religião amigo. eu sou ateu e sei muito bem disso. eu conheço muita atéia que se comporta muito melhor do que religiosas praticantes. me lembro de quando eu era criança e houve um caso na minha pequena cidade onde o pastor transou com a lider de louvor(responsavel por cantar), que era casada, dentro da igreja após o culto.
        Quando foi descoberto o escandalo o homem que foi traido ficou completamente arrasado, ja que ele era religioso praticante. a mulher traidora fugiu com o pastor pra outra cidade, gravida de um filho bastardo. hoje o pastor trabalha na secretaria da igreja na capital, não foi nem ao menos punido ! isso aconteceu à 20 anos atraz.
        Por favor não discrimine os ateus. eu sou ateu e não acho certo associar falta de lealdade, safadeza e covardia com os homens justos e ateus como eu.

    • jenival dantas da silva disse:

      Gostei do seu argumento.

  2. Junior disse:

    Cara, que maluquice! Como assim mulheres não gostam de sexo? Se não gostam de sexo, o que seria a “Tara de dar no carro”?

    E essa conversa que homem come qualquer mulher também não procede. Se a Hebe chegasse em você e dissesse: “Vamos dar uma metidinha?” rolava? Todo mundo tem direito a ter um padrão. Você tem direito de só querer estar com mulheres lindas e as mulheres tem direito de só querer estar com homens lindos. Até porque, beleza é algo bem subjetivo. Uns acham a Lady Gaga bonita, outros acham a Juliana Paes feia. Subjetivo.

    Mulheres assistem menos filmes porno porque a forma como elas se excitam é diferente. Por exemplo, eu acho horrível num filme uma mulher “cabeluda”. Brochada instantânea! Mas tem gente que curte, que prefere. O fato da maioria das mulheres não gostar de filme porno não tem nada a ver com gostar de sexo. Talvez esteja relacionado com o fato de que esses filmes são feitos para HOMENS.

    Sendo a excitação da mulher diferente da do homem o caminho para o orgasmo também é. Varia de mulher para mulher também e só é difícil (excluindo condições clinicas especificas) quando as pessoas não se entendem. Pro homem basta estimulo na piroca e em alguns minutos, Pronto! Pra mulher tem outros fatores envolvidos: O local, a luz, o conforto, barulho.

    E além disso cara, esse papo de homem dominante, provedor e tal também não é plausível. Qual seria a explicação para a Sandy ser casada com o carinha da Família Lima. Ele não é lindão, não é musculoso, é apenas um cara normal e ela é BEM mais rica que ele. Claudia Leite Idem. Nessa lógica, todas as mulheres bem sucedidas estariam com bombadões sarados ou sozinhas porque afinal, não precisariam de homens.

    • Joker disse:

      “Cara, que maluquice! Como assim mulheres não gostam de sexo? Se não gostam de sexo, o que seria a “Tara de dar no carro”?”

      Só pelo fato de correr o risco de ser flagrada fazendo sexo com um cara. O carro não ofereçe muita seguranca e assim ela corre o risco de exposição, esse é o fetiche. Alem do mais, se o homem ja se sente poderoso dentro do carro, então quem dirá a mulher.

      • (capa preta) disse:

        O homem comum não desperta o fetiche feminino, ele não e um trofeu a altura, A mulher nova se esforça menos do que o homem para ser amada! 1 A razão disso é simples: as mulheres novas geralmente são atraentes e os homens não exigem das mulheres nada além da beleza.ja as mulheres bonitas, exigem muito mais, poder,poses, fama, status etc.

        As mulheres heterossexuais não trabalham e estudam com a ansiedade típica da vida masculina! Elas não dependem do dinheiro e do trabalho pra serem amadas. Todos os homens são capazes de aceitar mulheres com muito menos recursos, mas a recíproca não é verdadeira. Por isso, quanto mais independentes elas se tornam, mais insensíveis elas ficam. O homem nunca serão valorizados pelas mulheres de hoje, simplesmente porque elas nunca entenderão o que é a ansiedade de ganhar dinheiro pra ter a tal “inclusão sexual”!

        O homem comum, mediano só será “amado” na medida em que não for excessivamente bonzinho e compensar a bondade dele com muito poder. Mulheres só toleram bonzinhos na medida em que podem usá-los como troféus! Um bonzinho que não serve para o teatro de vaidade das mulheres modernas será certamente abandonado, desprezado ou traído!
        por isso que certas famosas modernetes, se ralocionam com homens de menos poder aquisitivo, o fetiche feminio, se molda a realidade de vida daquela mulher, e um contexto utilitarista,de exibicionismo para com as rivais !

        http://entretenimento.r7.com/blogs/fabiola-reipert/2012/09/20/isabeli-fontana-esta-cansada-de-carregar-os-homens-nas-costas/

        tai a prova, tire suas próprias conclusões !

      • (capa preta) disse:

        explico para você ” minha cara junior’ ( acha que engana quem ) mulher procura status, destaque, hoemm procura peito e bunda, correto ?

        So que peito e bunda nasce com a mulher, faz parte dela, assim com a personalidade, status social, carro ,cartão de credito, não nasce com o homem , não faz parte dele, e sim dos esforços pessoais dele, a mulher bonita nasce valorizada(e não precisa ser linda não),o homem tem que lutar pela sua valorização,
        portanto quando você ouvir ” homem e garanhão, e mulher e galinha” e justo, pois o homem tem que fazer um esforço social gigantesco para ser o garanhão, estudar, trabalhar muito, senão ele não vai ser garanhão de nada, para a mulher bonitinha não,para ela e muito simples ser uma galinha, e so abrir as pernas.

        entendeu agora a diferença paspalho !

      • Virtus disse:

        O que me deixa confuso aqui é essa visão da mulher como um ser inferior.

        O que me deixa confuso é essa visão aceita e generalizada de que a mulher é igual ou superior ao homem. Não considero a mulher inferior ou superior, mas considerá-las iguais é um absurdo. Um absurdo das sociedades modernas, especialmente as democráticas. Esse princípio da igualdade jurídica para seres tão diferentes gera um monte de distorções e conflitos.

        Sei que isso é muito polêmico, mas muitas evidências apontam para o fato de as mulheres serem muito mais semelhantes aos incapazes, já que tendem a ser infantis ao extremo e incapazes de assumir as conseqüências da liberdade que elas têm (toda liberdade pressupõe responsabilidade).

        O que acontece na prática: quando algo dá errado, o homem é o culpado. Se algo dá certo, elas dizem que é mérito delas e ignoram toda e qualquer contribuição masculina. Já a constituição diz que homens e mulheres são iguais perante a lei, então sob esse ponto de vista jurídico eu diria que as mulheres são inferiores, já que o nível de incoerência, infantilidade, irresponsabilidade e vitimismo delas é enorme em relação ao homem. Não há nem como comparar. É como se as mulheres, enquanto grupo e gênero, fossem “amorais” (o conceito de moral é estranho para elas, já que o que é “justo” e “correto” para elas é aquilo que faz elas se sentirem bem. A mulher sempre tem os seus sentimentos como centro de referência e não a razão).

        Então para não dizermos que elas são inferiores, teríamos que reconhecer juridicamente que não somos iguais, já que o princípio da igualdade jurídica carece de um fundamento biológico, mental e psicossocial. E se não somos iguais, não podemos ter os mesmos direitos e deveres. Deveríamos ter direitos e deveres diferentes, mas que façam justiça às características e contribuição de cada gênero para a espécie humana.

        Então lá vai mais uma bomba: o correto seria que tivéssemos leis diferentes para homens e mulheres. :)

      • Junior disse:

        Então as mulheres são valorizadas pelos peitos e bundas? Quem usa esses parâmetros para valorizar uma mulher? É isso que todo homem busca?

        Veja, esse argumento é bem ruim. Se para as mulheres gostosas é natural ser valorizada, para as tábuas não é. Essa lógica exclui as pessoas por características que elas não podem mudar. Diferentemente do homem, que mesmo que nasça sem status e dinheiro, pode vir a ter isso se se esforçar. O Homem depende dos seus esforços e a mulher depende da loteria da genética.
        Eu particularmente acho que a humanidade está além disso, não acredito que essa seja a lógica.

        Ao Virtus posso dizer que a mulher não é inferior nem superior. É simplesmente diferente. Da mesma maneira que um brasileiro e um irlandês. Nem melhor nem pior, diferente.

        Juridicamente não posso opinar muito porque meu conhecimento é limitado, mas entendo que as leis são feitas para “permitir” a igualdade onde há um desequilíbrio, quando um grupo pode simplesmente impor sua vontade sobre outro grupo de maneira injusta.

        Finalizando, não acho razoável essa generalização brutal de que mulheres são infantis, que tem capacidade inferior, etc. Existem infantis, maduras, muito inteligentes, não tão inteligentes, honestas e desonestas. Exatamente como os homens.

      • Virtus disse:

        Juridicamente não posso opinar muito porque meu conhecimento é limitado, mas entendo que as leis são feitas para “permitir” a igualdade onde há um desequilíbrio, quando um grupo pode simplesmente impor sua vontade sobre outro grupo de maneira injusta.

        Nenhuma (eu disse nenhuma) lei ou estatuto jurídico que vai contra a lei natural pode prosperar no longo prazo. Tudo o que tal lei faz é introduzir desequilíbrio e caos na ordem natural. A tão buscada isonomia entre os gêneros é um desses exemplos. Talvez é por isso também que a cultura “unisex” é tão difundida e hoje já se torna difícil saber quem é homem e quem é mulher (pelo menos na aparência e ideias). Mas os instintos são sempre os mesmos: nunca (eu disse nunca) serão suprimidos.

        Daqui há 3000 anos, se ainda existir humanidade, os homens continuarão preferindo as virgens. Nenhum homem quer saber que foi o último. Nenhum homem ama de verdade uma mulher que mente, controla e manipula. Mulheres também nunca terão pênis (pela lei natural) e nem “bolas” para assumir os riscos que os homens assumem. Isso nunca vai mudar. Tudo o que essas leis fazem é introduzir caos e desequilíbrio.

        O dia que as mulheres:

        Tomarem iniciativa e terem “pegada”
        Prefirirem os virgens e inexperientes para se relacionar e casar
        Prefirirem os românticos e bonzinhos para um relacionamento sério e estável
        Assumirem todos os riscos possíveis pelos homens e pelas famílias
        Pagarem as contas para os homens e até preferirem homens de condição social inferior

        Aí então eu poderia dizer que existe um certo “equilíbrio” entre os gêneros, porque hoje a situação está claramente totalmente desequilibrada em favor da mulher. E elas mesmas estão iludidas: os homens nunca querem saber que foram os últimos. E só a mulher falar toda a verdade sobre os relacionamentos dela que o “amor” do homem morre rapidinho, ele inventa alguma desculpa e cai fora. Essa história de igualdade é prejudicial para as mulheres também.

      • Junior disse:

        Virtus, não entendi bem. De que lei natural estamos falando?

        Cara, eu acho que daqui a 30 anos a virgindade será algo irrelevante para um relacionamento serio.
        Não me sinto gabaritado pra falar de amor, mas acho que com mentira e desonestidade é impossível.

        Em relação ao que você disse sobre as mulheres eu tenho algumas opiniões:

        “Tomar a iniciativa e ter pegada” – acho que isso está começando a acontecer, pelo que tenho visto por aí.

        “Preferirem virgens inexperientes” – Como disse, virgindade em breve será irrelevante, já a inexperiência acho que ninguém prefere. A maioria apenas tolera. Preferir a inexperiência me parece insegurança.

        “Preferirem românticos e bonzinhos” – Isso depende de cada um. Sempre vai ter que goste e quem deteste. Homens tem as mais variadas preferencias por mulheres, e eu acho que as mulheres também tem as mais variadas preferencias por homens.

        “Assumirem riscos pela familia” – Eu vejo um monte de mulher como chefe de familia por aí. Sustentando a familia com um marido desempregado, focando nos estudos, doente ou mesmo solteiras. Acho que esse ponto já está superado

        “Pagarem contas e preferirem homens de condição inferior” – Mulheres já pagam contas para namorados, isso é um fato. Mas há que se dizer que tem muito homem que gosta de pagar a conta. E há também os que tem vergonha de pedir para dividir. Já em relação à condição social, acho que ninguém tem que preferir essa ou aquela. O importante é a pessoa.

    • (capa preta) disse:

      alguem explica por favor para o garoto o signifacado da palavra fetiche.

      • (capa preta) disse:

        mulher gosta de sexo como meio, e não como fim garoto, o ato sexual para elas esta sempre associado a algum fator de dominancia social, por isso elas sempre buscam o mais destacado nos meios em que vive, para provar para as rivais que e a galinha “alfa” do galinheiro, ou você acha que aquele bando de garotinhas recepcionistas, com seus chefes velhotes barrigudos, indo almoçar juntos todos os dias, e por amor e tesão ?

        O maior fetiche feminino e a competição entre elas, quem conseguir o homem mais poderoso, rico, destacado em seu ambiente social, e a vencedora !!

      • Virtus disse:

        Muito bom o seu comentário de 20 de setembro de 2012 às 3:51 pm sobre o dilema (e até desespero) do homem comum e bonzinho, diante de sua quase total desvalorização pelas mulheres.

        O artigo sobre a modelo que você indicou é um exemplo de mulher bonita, moderna e “independente” mas que só namorou e só namora cafas. Já fico imaginando quem será o próximo cafa que ela vai arrumar. O engraçado é que ela poderia ter muitos e muitos homens “comuns” e até provedores, mas ela só namora cafas mesmo.

        Tem muitas adolescentes lindíssimas, na flor da idade, que são assim também. Só entregam o “ouro” (a virgindade e outras coisas mais) para os mais imprestáveis do bairro. Depois dos 30 é que elas vão pensar em algum bonzinho provedor (e desde que seja bem submisso ainda e não queira nada além de alguns beijinhos e papai-e-mamãe).

      • Junior disse:

        Ainda que essa conjectura de que mulher gosta de sexo como meio e não como fim fosse verdade, o fato de buscar o homem mais destacado ou ser a “galinha alfa” não seria conceitualmente diferente do comportamento masculino de ter várias mulheres, buscar a mais gostosa e submissa e se gabar para os outros homens. O quê nos diferencia?

        O que me deixa confuso aqui é essa visão da mulher como um ser inferior. Na humanidade existe gente boa e gente ruim. Homens e mulheres figuram nas duas categorias

    • salles disse:

      Senhor capa preta é notável a sua argumentação! Veja que mesmo nosso amigoblogueiro espondo tão bem a construção do pensamento há homens que insintemem veras mulher como um ser angelical e docil. Sei que cedo ou tarde terão que acordar, pagando pensão alimentícia , cartão de credito estourado, carro velho e tocando pulheta, às mulheres, foram deixados por essas vadias que aliáis são a amioria. Sei que existem mulheres lindas, inteligentes e pouco intereceiras, mas tenho a certeza que estas estão perdidas dentro de algum boeiro. Ah! Se algum homem achar este boeiro, por favor, coloque fogo!

    • Ze do buteco disse:

      “Como assim mulheres não gostam de sexo?”
      e eu ja vi mulher trair pela simples emoção da possibilidade de ser descoberta, não por gostar de sexo. olha o fetichismo ai.

    • Leonardo Cruz disse:

      O man, fala isso não véi, a hebe morreu…….:(

  3. Ze do buteco disse:

    o lugar onde as mulheres ficam mais excitadas é no shopping.

  4. Rapozão disse:

    first o problema das mulheres atuais é que elas só querem status e isso se consegue com caras que tem status ou seja musculos popularidade e dinheiro se o cara não tiver pelo menos duas dessas “qualidades” ele é excluido por grande parte das mulheres por isso que eu digo que as prostituas são a especie mais honesta de mulher pq assume que o que realmente quer é o dinheiro do homem sem a hipocrisia dessas outras mulheres que fingem que gostam dos homens mais no fundo são as maiores interesseiras

  5. JV disse:

    Bom pra caramba esse post!

    Mais um pra explodir mentes.

  6. LR disse:

    Queria saber uma forma de comportamento que homens devem assumir, mesmo não tendo os arquétipos de “superhomem” ?

  7. Jack Saint disse:

    Quando o homem é comedor elas aceitam tudo numa boa.

    • Virtus disse:

      De fato, a mulher é naturalmente instável, impulsiva e paranóica:: se o cara come “bem” ela e ainda é capaz de ignorar e navegar com segurança em meio a todas as flutuações emocionais dela, ela se sente mais “segura”.

      Então é paradoxal, mas tudo o que aprendemos sobre o romantismo feminino é pura besteira: o tipo de homem que deixa elas mais “seguras” não é romântico e “come bem” elas (ou seja, não está muito focado em agradar elas, mas antes apenas está interessado em usufruir delas sexualmente).

      Assim, o cara fuma, bebe é puteiro, mas dá em cima dela e come sem apego ou romantismo: ela se sente “segura”. O cara é trabalhador, nerd, bonitinho, perfumado, gentil, educado, romântico e está sempre tentando agradar ela (até mesmo na cama): ela se sente “insegura”.

      De qualquer forma, se o cara se polarizar na frieza ela também vai perder o interesse nele. Como diz o Nessahan: o cara tem que ter nervos de aço, sangue de barata e paciência de Jó.

  8. Virtus disse:

    Amigo, eu até ía complementar meu comentário sobre o mundo fantasioso em que as mulheres vivem (na mente delas) que fizera no artigo anterior para esclarecer mais um ponto. No outro comentário eu dizia que a mulher parece viver e precisar viver num mundo paralelo, fantasioso que só existe na mente dela, mas que ela considera justo, bonito e verdadeiro. Penso eu, é esse mundo fantasioso que você chama de fetiche.

    Mas aí está também um ponto chave: nós homens, quando lemos por exemplo um artigo como este falando que a mulher é “fetichista”, pensamos em algo artificial, não natural, porque valorizamos (e até veneramos) o corpo feminino, a mulher, ao passo que elas não. Ou seja, entendemos que o sexo é algo natural e bom, enquanto que o “fetiche” é algo artificial e ruim.

    Enfim, não preciso repetir o que está escrito. Mas o que queria salientar é que a na verdade aquilo que masculinas como The Truth e você chamam de “fetiche”, a mulher chama a isso “amor”. Exatamente isso! Demorei um bocado para compreender isso melhor, mas é bem assim que funciona a mente feminina. Para elas “fetiche” (como definido neste artigo) e “amor” são a mesma coisa.

    Penso que em parte isso ocorre porque elas também acabaram acreditando numa das maiores mentiras do século XX: que elas possuem algum desejo sexual forte, escondido e reprimido pelo “machismo” ou pelo “patriarcado”. O que ocorre na verdade é que elas só sentem atração pelo poder do homem e confundem isso com “amor”.

    Por exemplo, o cara é forte, dominante, poderoso, “popular” (isto é, desejado por outras mulheres), rico, com um carro possante, uma moto possante, um “poderoso” salário e patrimônio, etc.: a mulher passa a sentir uma forte “atração” por esse cara e pensa cosnigo mesma: “Eu amo ele.”; “Sou louca por ele.”, “Que homem!”, “Sinto que nasci para ser dele e somente dele.”, “Quando vejo ele minhas pernas tremem, sinto um calor incontrolável”, “Estou apaixonada!”, etc., etc.

    À medida que ela vai conhecendo melhor ele e constata que ele tem alguns “defeitos” como por exemplo, não ter aquela “pegada” que ela imaginou, nem é tão rico assim (o carro e a casa estavam financiados e ele teve que devolver para o banco), nem tão forte (começou a trabalhar demais, parou de tomar bomba, malhou menos e perdeu o vigor que ele tinha), a moto era emprestada de um amigo, a família dele é pobre, etc. então de repente o “amor” que ela sentia começa a desaparecer. Elas próprias não “entendem” mas alguma coisa “mudou” e ela não “sente” mais o que sentia por ele e então ela conclui: “Não o amo mais.”; “Não sinto nada por ele.”; “Tenho nojo dele.”, etc.

    Mas um aspecto importante: na mente dela ela continua aquele ser tão “especial”, “carinhoso”, “compreensivo” e “amoroso” que ela é e sempre foi e a “culpa” de tudo essa mudança é do homem. Ela passa a enxergar mil razões para culpar o pobre coitado pela infelicidade que ela agora sente de não mais “amá-lo”.

    É mais ou menos o mesmo processo que ocorre quando da mudança entre o jantar luxuoso no resort cinco estrelas à beira mar, para a poltrona de casa assistindo TV no sábado à noite: “alguma coisa” mudou e ela não tem o mesmo sentimento que tinha por ele. Mas seja o que for, a culpa é do homem já que ela é todo “amor”, “carinho” e “compreensão”!

  9. Roberto Costa disse:

    Esse blog tem virar um livro com os melhoes post, tornando-se capítulos. Esse post foi foda e é cada um melhor que o outro. Fala sério. Estou aprendendo muito aqui e as mulheres poderíam lê-los para aprender a ter um pouco de vergonha na cara.

  10. (capa preta) disse:

    post fodastico empalador, a real na medida certa, elas nos veeme como ultilitarios para seus fetiches, mas não de forma sexual simples, e sim no teatrinho social que elas criam nas suas cabeças.

  11. Pepsi disse:

    Vejo filme porno mas tem uns que são extremamente machista, não tem como excitar nenhuma mulher daquele jeito. E que graça tem sex shop? Um vibrador é só um brinquedo que imita o pênis, pra que eu iria querer um cópia se existe o original? Ou eu sou muito diferente das mulheres normais ou eu sou um homem com vagina mesmo

    • Wallace disse:

      Extremamente machista? Como então seria um porno feminista, uma mulher com um strap on, socando no rabo do cara, porque são direitos iguais? Não sei você, mas não é de hoje que sei que mulheres vivem em favor de outras mulheres, o homem é só um mero objeto que elas usam pra se mostrarem superiores as outras…

      • Pepsi disse:

        Existe um tipo de porno que eu já vi, que geralmente são com asiáticas, onde está a mulher sendo usada por vários homens, umas até com uma cara de dor, como se fosse um tipo de estupro. E sim, existe muitas mulheres que usam os homens, de certa forma até concordo, melhor usar do que ser usada. Mas eu não sou um tipo de mulher assim, não preciso do fetiche, dinheiro ou status pra sentir tesão. Esse texto diz que todas são assim, por isso falei que estou me sentindo um homem e também a maioria dos post desse blog define um tipo de mulher que eu realmente não me enquadro.

      • Junior disse:

        Acho que o que Pepsi quis dizer é que os filmes são voltados para homens, apenas. Difícil de imaginar uma mulher excitada vendo outra mulher lambendo as bolas de um cara ou quase vomitando com um pênis enfiado na garganta. Esse é um desejo de dominação claramente masculino.

      • Empalador disse:

        Errado, quase toda mulher tem fantasia em ser dominada por um macho poderoso, principalmente no sexo.
        Tanto que elas so ficam excitadas quando dao pra um homem que as domine, inclusive e principalmente no sexo.

      • Junior disse:

        Olha, eu não duvido que existam mulheres assim, mas dizer que a todas, ou mesmo a maioria é assim é, no minimo, imaturo.

        Além disso, esse argumento não é coerente com a discussão. Ora, se as mulheres tem fácil acesso a pornografia e suas fantasias são retratadas nesses filmes elas deveriam consumir bastante esse conteúdo. Se não consomem só pode ter duas explicações: Elas não tem fantasias ou; as fantasias não estão nos filmes.

      • Ze do buteco disse:

        “Como então seria um porno feminista, uma mulher com um strap on, socando no rabo do cara, porque são direitos iguais?”

        Eu ri alto aqui, não pude me controlar. deve ser assim mesmo um porno feminista rs.

  12. Will disse:

    –Comentário sem relação com o post–

    Engraçado que está se tornando um hábito ver mulheres “peitando” homens, pois acabo de ver mais uma vez, saindo da academia, um cara de moto e a mulher dando de dedo na cara dele, dizendo “O que?!?! Que que foi?!!?” só faltou um “quer apanhar?” me lembrando a minha infância onde a molecada começava uma briga desse jeito. Que decepção, ele ficou calado e disse baixinho “como você é grossa”. No fim ela montou na garupa da moto e o babaca a levou. Queria que acontecesse comigo, deixava ela lá, saia fora. Já não é a primeira vez que vejo esse tipo de coisa, e da vontade de chegar e falar pro cara tomar alguma atitude, inferno! Chega a ser ridículo, o que será que passa na cabeça dessas garotas, encarando homens daquele jeito para todos verem, pois parece que faz questão que todos vejam. Depois que leva uma na “oreia” o cara é um monstro. Me incomoda bastante, a ideia de que elas são intocáveis, a falta de respeito para com o homem, a atitude que tomam achando que não há problema nenhum pois nós somos seus sacos de pancadas. Isso me deixa muito irritado cara.

    • Pepsi disse:

      Acho errado isso da mulher ser “intocável”, é ate preconceito, afirmam que somos um sexo frágil. Uma mulher que mete o dedo na cara do homem, merece sim um soco como se fosse um homem que estivesse ali fazendo aquilo. Se queremos direitos iguais, tem que ser tudo igual, e não ficar se protegendo atrás de uma lei. Teve aquele caso do advogado que bateu na mulher no shopping, todos ficaram falando que ele era um monstro, ela retirou a queixa, todos falaram que ela tinha medo dele. Medo porra nenhuma, no mínimo ela sabia que tinha feito algo errado e “mereceu” aquilo. Já vi muita mulher desrespeitando o homem por saber que se ele fizer algo, vai preso. Já vi muita mulher usando o homem de todas as formas e se ele não fizer o que ela quer, é greve de sexo.

    • Joker disse:

      Cuidado com essa raiva companheiro, não devemos odia-las por isso, sempre havera guerra dos sexos, basta voçê agir como homem e não ficar parado igual esse bosta que voçê comentou. Alem do mais a mulher tem um poder muito grande, basta dizer que foi agredida que o cara é levado a delegacia, se houver representação por parte dela e de acordo com o entendimento do delegado, o cara pode ficar preso por algum tempo mesmo nao tendo feito nada.

  13. Teodomiro Gonçalves Filho disse:

    Parabéns pelo blog!!
    Tenho recomendao ele prá muita gente.
    .
    A raiz de todo o problema das mulheres está no FEMINISMO que faz parte da doutrina COMUNISTA..As escolas estaduais estão completamente aparelhadas pela esquerda, principal-
    mente nas matérias de HISTÓRIA e GEOGRAFIA, os professores dessas matérias são grandes
    formadores do MARXISMO CULTURAL.O comunista Lênin disse:”Já que não conseguimos
    derrota-los através da eliminação da propriedade privada, derrota-lo-emos através da des-
    truição da família e dos laços morais.”
    A propaganda marxista não pára, não dá trégua!Os principais meios de comunicação do Brasil
    estão repletos do comunistas e simpatizantes.É GRAMSCI a todo vapor!
    .
    Se o dono do blog me permitir, gostaria apenas de indicar 2 autores sérios apenas como comple-
    mento.
    REINALDO AZEVEDO ……E………Professor OLAVO DE CARVALHO.

  14. leandro disse:

    Perto de artista, até a mulher mais tímida é puta

  15. Urbano disse:

    Muito bom este post. Por favor fale sobre a femen e a versao brasileira do femen

  16. Guilherme Palombo disse:

    EMPALADOR eu tenho uma pergunta a minha prima tem 14 anos ( eu tenho 15 ) e a gente estuda na mesma sala na escola ela só tira notas altas de 9 pra cima e todo mundo, avós, tios, tias, etc. pagam pau pra ela achando ela muito inteligente meu pai já me disse uma vez vc deveria ser bom na escola como sua prima.
    Mas essa não é a questão afinal eu que estou na sala com ela vejo o que os pais dela e meus tios não veem, que ela só vai na escola pra fazer merda xingar outros alunos e nunca da atenção no que a professora passa uma vez até xingou a professora pq brigou com ela porque ela n copiou a lição, e quando tem prova ela vem pra escola com roupas curtas e fala doce com todos os meninos que sentam perto dela, e ela passa na prova com notas altas porque esses mesmos meninos passam cola pra ela pq se dependesse dela ela tirava 0 em todas as provas, tanto que uma vez ela tirou 9,5 na prova pq uma das questões que um menino passou estava errada e ela foi la brigar com ele perguntando pq ele passou errado pra ela. e esses dias um professor pegou ela colando e tomou a prova dela e ela chegou pra mim chorando e pediu para mim não contar pra minha tia sobre isso. e aqui esta minha pergunta

    O QUE VC TEM A DIZER SOBRE ISSO?

  17. LR disse:

    Então podemos dizer que o HOMEM RELIGIOSO, é extremamente incompatível com os botões de atração das mulheres, uma vez que prega a castidade em prol do casamento, ou seja, seria um
    “BETA DECLARADO” por elas. Como ficaria essa situação ?

    • Rafaela disse:

      Mulheres não virgens NUNCA irão valorizar a virgindade masculina.
      Pense bem, se elas não valorizaram nem a própria virgindade, pq irão valorizar a do homem?

      O que você deve fazer é procurar uma mulher que, assim como você, também seja virgem.
      O ideal é frequentar o grupo de jovens de sua igreja, é o melhor lugar para encontrar mulheres com o perfil que você busca. Mulheres que levem sua religiosidade a sério.
      Se não faz parte de nenhuma igreja, pode tentar conhecer alguém pela internet.
      Existem muitos sites/fóruns cristãos, basta procurar.

      Mas quero salientar aqui 2 coisas:

      1) Muitos vão pensar: “mas virgindade não prova caráter”.
      E isso é verdade, pois virgindade não é apenas ter o hímem.
      O que importa mesmo é que a garota pratique a castidade.

      Leia este texto aqui:
      http://destrave.cancaonova.com/castidade-nos-ensina-amar/

      “Mahatma Ghandi, um célebre indiano, dizia: “A castidade não é uma cultura de estufa.
      Ela é uma das maiores disciplinas, sem a qual a mente não pode alcançar a firmeza necessária”.

      Um ponto crucial do namoro é aprender a amar. Mas como uma pessoa pode amar se não tem posse de si mesma?
      Por isso, o domínio de si é fundamental para alguém ser capaz de doar-se aos outros.
      A castidade, portanto, não é uma privação, é uma doação, uma expressão nobre do amor.
      Para praticá-la, “vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26,41).
      Logicamente, é necessário evitar também situações oportunas, além de frequentar a comunhão e a confissão.”

      2) Jamais deixe seus ideais de lado por mulher alguma nesse mundo!

      Espero ter ajudado!

      • Rafaela disse:

        Agora que vi, acho que o cara que comentou não deve ser virgem. hahhaa
        Mas de qualquer forma, espero que isto que escrevi possa ajudar outros que realmente sejam virgens

      • Diego disse:

        “Sua igreja”? Não seria melhor ter escrito “por exemplo, sua igreja – dependendo da sua crença”?

        Não devemos presumir que todos que perseguem ideais análogos aos expostos são cristãos. Temos judeus, budistas (como eu) que buscam guardar, ou mesmo alguns agnósticos e ateus que guardam os princípios da moralidade absoluta com muito mais fidelidade que a enorme maioria dos ‘religiosos’ nominais (sim, é público e notório que no nosso abençoado país até o cantor Latino se diz católico e o Neymar, evangélico).

  18. Ana disse:

    Então mulher não tem cérebro e inteligência???
    Nooossa! Quanto preconceito!

  19. LR disse:

    Mulher não tem cérebro kkk’.
    Vejo muitas muitas mulheres se dando bem no curso de ENGENHARIA numa faculdade pública.
    Não enxegar o óbvio é mais idiotice ainda.
    Acredito que as pessoas possuem desejos diferentes tanto homem quanto mulher, é verdade dizer que homens sejam mais atraídos pelas mulheres com belos corpos , e elas pelo status.
    Mas não dá pra generalizar nesse caso.

  20. C.J disse:

    AS MULHERES SÃO FETICHISTAS, BASTA VER O ESTRONDO DE 50 TONS DE CINZA!

  21. Blue Rei disse:

    A verdade é que todas são bi sim… Tenho uma amiga que me chamou para uma festinha em sua casa… eu fui, mas pra minha surpresa a festa era só de três pessoas, eu, ela e uma amiga. A exigência dela foi pra que eu apenas olhasse ela se esfregar com a amiga!

    nada mal, mas não entendi pq nenhuma delas queria, ser penetradas, e atenção: as duas eram fervorosas evangélicas em minha igreja…

  22. Neo disse:

    Nunca vi tanta ignorância em um só texto… Eu estou até sem palavras. Procure um psiquiatra.

  23. Conan disse:

    Galera olha só que legal a Pepsi tem um blog!
    Mas a melhor parte disso foi o texto que achei la, segue abaixo um pouco do que li em um post intitulado: “homem vagabundo.“(rs que sugestivo…)

    “Um homem vagabundo, não é aquele que infringe a lei, é aquele que te usa e que você sabe que ele está só te usando, mas ele é irresistível demais pra ser esquecido. Aquele que sorri enquanto te enrola pra te levar pra cama novamente,“

    “Ele não te traz flores mas te diz algumas frases feitas com um sorriso cínico pois sabe que você não vai acreditar. Ele sabe que você vai tentar resistir e sabe muito bem como te conquistar“

    “Ele adora te provocar, ele te deixa com ciúmes de propósito só pra sorrir com aquele sorriso lindo e te usar. E com seu jeito mais folgado vai pedir café na cama e um sexo matinal.“

    Como era mesmo que vc dizia aqui no Detonando Pepsi? a lembrei!

    “Mas eu não sou um tipo de mulher assim, não preciso do fetiche, dinheiro ou status pra sentir tesão. Esse texto diz que todas são assim, por isso falei que estou me sentindo um homem e também a maioria dos post desse blog define um tipo de mulher que eu realmente não me enquadro.“

    Te fala só coisa beleza?

    1-A então vc nao é fetichista? hum… então que porra de texto foi esse? pra mim pareceu uma porra de uma exaltação total, um culto ao cafageste! nao tem fetiche é o caralho!

    2- Não te condeno nem te odeio por isso, nada pessoal… até considero seu texto assim uma evidência sincera, uma confição do seu “ladinho obscuro“ e nesse sentido recomendo a leitura.

    3-Vc acha que a gente aqui do Detonando nasceu ontem? Apenas os novatos e leitores matrixianos são ingênuos mas esse e outros locais antimatrix tem ja anos de historia! Vc acha mesmo que tu eh a primeira “garota exceçâo“ que vem aqui dizer que é diferente??? e outra, mesmo que fosse, o que isso, o seu exemplo de vida isolado, importa pra nós ou para os nossos estudos??? Tipo pra que vir aqui e escrever isso??? so o fato de vc dizer acha que serve como prova da verdade???? hahshahahahs

    Legalzinho isso de vc não curtir Pepsi e odiar cola-cola, mas essa veneração por cafas…. hummmm!!! =/ isso foi assim… constrangedor r s

    • Empalador disse:

      Valeu guerreiro, nos ajudou a desmascarar mais uma vadia.

    • Sid disse:

      Parabéns,tem muitas mulheres comentando no blog e dando opinião,achando que aqui tem otário para acreditar nas merdas que elas dizem e tem até alguns homens betas/burros que ficam defendendo as mulheres,bando de trouxa,seja homem caramba,mulher não tem que da nenhuma opinião aqui no blog e pronto,é por isso que me tornei ( Macho Alpha ) e não baixo a cabeça para mulher nenhuma.

    • Pepsi disse:

      hahahahaah agora que vi esse comentario, amigo se você levar a serio todos os textos que eu coloquei ali você pode até pensar que eu sou apaixonada ou doida. Esse texto do homem vagabundo foi inspirado no chuck bass de gossip girl.. Todos os meus textos são inspirados em musicas, tweets, series ou filmes. Nenhum deles são sobre mim, eu não me exponho desse jeito. Por favor.

  24. As mulheres adoram homens lixo e esse MC catraca é um exemplo disso o cara esculacha com as vagabundas mais elas faltam cair no tapa por causa dele,elas adoram homens violentos e depois criam merda de lei maria da penha para defende-las sendo que elas desprezam os homens que realmente a respeitam.

  25. Amauricio disse:

    SÓ UMA COISA PRA DIZER!!! ESSE BLOG INTEIRINHO, É MARXISTA EMBORA TENHA MUITAS VERDADES!!!!!

  26. Terminator disse:

    Vou resumir o que todo mundo tá cansado de saber.

    Mulher gosta de dinheiro e homem gosta de mulher.

    Por isso acho que mulheres são seres extremamente despreziveis,

    Mesmo se todos homens do planeta resolvessem rejeitar todas as mulheres elas pouco iam se importar com sexo. Achariam ruim por não ter um monte de otários pra dar elogios e dinheiro pra elas.

    O mal do mundo alem do comportamento absurdo delas é o manginismo.

    Elas são a causa de todas as desgraças comportamentais que assolam a humanidade, são a causa dos roubos da corrupção, da exploração do homem pelo proprio homem e essa competição pode chegar a niveis absurdos como guerras.

    Ou seja: quem tem mais poder come todas elas.

    Como fala no texto elas dão suas calcinhas e o cú para qualquer famoso de merda.

    Por isso digo que sou hetero mas revoltado. odeio todas elas. Quero que vão todas pra puta que pariu.

    Querem explorar vão explorar idiotas. De mim não arracam 1 centavo. Pefiro bater punheta o resto da vida.

  27. R disse:

    Seleção natural. Não é de hoje, e não exclusivo à nossa espécie, que as fêmeas procuram um “macho alfa” para se reproduzir. E, como toda generalização é estúpida, lamento informar que há fêmeas que fogem desse padrão. Ocorre que pela própria seleção natural, estas fêmeas “fora do padrão” estão fadadas a não se reproduzir, ao contrário do que é afirmado pelo post original (que homem não dispensaria nenhuma mulher), elas são totalmente deixadas para escanteio por machos alfa, beta, gama… Sendo bonita ou não, a fêmea que “foge ao padrão” tem tanta dificuldade para encontrar um companheiro que a queira, quanto os pobres machos beta ou menos. Além disso, as fêmeas que “fogem ao padrão” raramente querem se reproduzir, pois como não têm o interesse inerente da espécie em se perpetuar como tal, a reprodução passa a ser mero fruto de um relacionamento e não uma “algema” pra prender o sexo oposto. Como ninguém quer se relacionar com essa fêmea “fora do padrão”, ela não se reprodução. E se ela não se reproduz, sua “genética” não é transmitida… E quem não transmite seus genes, não se perpetua ou não se fixa como “tipo” dominante. Machos, não sofram com isso. A boa notícia é que é muito fácil ludibriar uma fêmea “típica”. E se isso for necessário pra que tenham sexo, façam! A natureza quis assim quando deixou que esses genes egoístas se perpetuassem. Aos interessados no tema, leiam o livro “O gene egoísta”. A “parada” é muito mais sinistra do que parece… Ah, sou fêmea.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s