Porque tantas mulheres estão optando por trabalharem como prostitutas parte 2

Como eu disse anteriormente, mesmo nos países mais ricos do mundo está crescendo a quantidade de mulheres que escolhem serem prostitutas, mas quais seriam os reais motivos dessa opção delas?
A mulher é um ser naturalmente narcisista e utilitarista, elas acreditam que “arrancar” dinheiro ou qualquer outra coisa de alguém é sinal de esperteza e poder.
Além disso, a mulher sempre quer atrair o maior número de homens especialmente os destacados, e em nenhuma outra profissão elas poderão fazer isso com tantas facilidades.
Foi provado em diversas pesquisas sobre fantasias sexuais femininas, que a segunda fantasia mais comum é exatamente ser paga pra fazer sexo com alguém.

As mulheres tem essa fantasia porque é uma prova do quanto elas são desejadas e “poderosas” porque se alguém paga por algo é porque realmente deseja muito ter aquilo e isso alimenta demais o ego feminino.
Nenhuma outra fantasia é mais comum na mente da mulher do que ela ser desejada por todos os homens e invejada por todas as mulheres.

Outros fatores também contam, como por exemplo não querer levar uma vida de stress em uma empresa, tendo que competir com todos e correndo o risco de serem demitidas a qualquer momento e ainda por cima ganhando um salário dentro da média que não lhes permitiria viver todo dia como se fosse um reveillon.
Nessa profissão, elas conhecem pessoas novas e diferentes todos os dias e vivenciam fortes emoções diariamente, tem favores “grátis” dos homens a todo momento e participam de muitas festas, orgias , etc…

O fetiche que a mulher tem de dominar o homem através do seu poder sexual fica evidente nas mulheres que escolhem essa vida, elas fazem essa escolha por puro fetiche.
Eventualmente pode aparecer algum homem que tenha o fetiche de ser submisso, mas mesmo que no ato sexual a mulher seja submissa ao homem, no final quando o cara paga a conta é ele quem demonstrou total submissão.
O sonho mais comum de todas elas é encontrar um homem rico, generoso e obediente que lhes dêem status e uma vida de facilidade e futilidade.

O mais interessante é que esse fetiche de dominação está presente também nas pouquíssimas mulheres que pagam pra ter sexo.
A mulher que paga pra ter sexo o faz pelo fetiche de ter o poder, o controle em suas mãos, mesmo que no sexo elas sejam submissas.
Quando a mulher pensa que o homem que está ali com ela esta “prestando serviços” a ela, ela fica excitada só de saber que tem esse poder sobre um homem.
Claro que fazer sexo com um homem jovem também conta, porém essa é só mais uma faceta desse mesmo fetiche, só que mais voltado para o ego e para a própria satisfação sexual.
Só na minha rua tem 2 casas de “massagem” e tenho a leve impressão de que não vai demorar muito pra ter uma terceira.
Eu pude observar que elas:
Vem de famílias de classe média ou de classe média alta, algumas tem faculdade e até pais ricos, possuem um grau de instrução igual ou superior a média.
Elas são misândricas e possuem uma grande inveja do homem e o de sempre na mulher atual: possuem um ego gigantesco.
Mas na realidade trata-se de uma máscara porque vivem depressivas e na maioria das vezes elas não conseguem guardar dinheiro porque gastam tudo em bebidas e drogas (nem todo traficante aceita trocar sexo por drogas).

Em entrevista, uma famosa atriz pornô conta como entrou “nessa vida”.

“Desde criança eu sonhava em ser modelo, sair em revistas, fazer sucesso, enfim, tinha muitas coisas das quais eu sempre tive vontade de fazer.
Eu adorava comprar roupas, sandálias, bolsas, usar maquiagem, nossa, maquiagem para mim sempre foi minha melhor amiga.
Quando eu tinha 11 anos fiz um curso de modelo, aqui na minha cidade mesmo, adorei o curso e me sentia ser uma famosa nas passarelas.
Aos 12 posei como modelo mirim para uma revista também da minha cidade e aí, com a adolescência à flor da pele, eu ficava mais sonhadora e anciosa.
Eu amava dançar, quando tocavam músicas no rádio eu logo inventava passos e dançava, o estilo que eu mais gostava era Funk.
Eu dançava muito.
Aos 13 conheci um cara,mais velho do que eu pelo qual me apaixonei e tive minha primeira experiência sexual, logo depois, conheci outro, eu não sabia, mas eles eram irmãos.
Tive outra experiência sexual com ele também.
Após essa fase, eu conheci uma menina na escola onde eu estudava, a Jéssica. Éramos amigas confidentes, até que um dia ela veio aqui em casa e trouxe uns filmes eróticos para assistirmos.
E confesso que até gozei quando vi as cenas.
Depois eu e ela tivemos nossa primeira relação sexual no banheiro de casa.
Foi uma experiência muito deliciosa. Sempre gostei do meu corpo e do meu bumbum.
Então nesse período de adolescência eu quis me conhecer mais, assim, eu sempre me masturbava, sentia muito prazer e gostava de assistir a filmes eróticos também, afinal, eu era curiosa sobre as coisas e quis saber mais e mais.
Aos 15 comecei a frequentar bailes funk que tinham em minha cidade.
Eu amava dançar.
Até que um dia dancei no palco pela primeira vez, nossa foi inesquecível.
Depois disso,recebi várias propostas para fazer revistas eróticas, filmes e para ser garota de programa.”

Outra atriz pornô contando como gosta do que faz.

A verdade oculta.

Aquelas que trabalham por contra própria bebem e fumam o tempo inteiro, mas aquelas que trabalham em boates que tem um nível mais alto, normalmente pra executivos e turistas estrangeiros não podem engordar ou ficarem feias e o gerente da casa pesa e examina uma a uma semanalmente, se passar do peso estabelecido, está fora.
As mais jovens, gostosas, simpáticas e “boas de serviço” ou aquelas que apareceram em alguma revista masculina chegam a ganhar até 20 mil reais por mês, existem subcelebridades que cobram até 30 mil reais por um programa, mas esses casos são raríssimos, o mais comum é um ganho que fica em torno de 4 a 5 mil por mês.
As mais velhas ou feias ganham bem menos, algo em torno de 2 a 3 mil.
Uma boa parte delas tem namorado, mas pelo fato de serem mulheres realmente perturbadas (ainda mais do que a mulher “comum”) os relacionamentos delas tendem a não durar muito.
A maior parte delas é bissexual ou mesmo lésbicas, a quantidade de lésbicas é bem maior do que se pensa nessa profissão.
Impossível dizer que em um pais rico como a Holanda as mulheres não tem outra opção, e até mesmo nos países mais ricos do mundo existe uma quantidade crescente de mulheres que escolhem serem prostitutas, para o horror das feministas.

7 comentários em “Porque tantas mulheres estão optando por trabalharem como prostitutas parte 2

  1. Ontem eu tava refletindo, e tava pensando assim, EU NÃO CONSIGO ACEITAR A PROSTITUIÇÃO.

    Parece estranho, eu que já sai da matrix, sei muito bem tudo isso que tá no post, que pode parecer novo pra todo homem ocidental (Os orientais conhecem melhor não só a natureza feminina, como a da humanidade em geral), mas pra mim é comum e tal, sei muito bem como funcionam as coisas.

    Mas eu não sei, outro dia fiquei vendo o olhar de uma prostituta, e pensando como as mulheres podem chegar a esse ponto, fiquei lembrando de histórias TENEBROSAS, de garotos que eram apaixonados por outras garotas na infância ou adolescência e depois descobriram que a amada virou GP, uma das história mais arrepiantes, foi de um que a encontrou numa festa fazendo programa e ainda queria oferecer seus serviços.

    Eu sou suspeito pra falar que nunca comi prostituta, simplesmente por não ter dinheiro, mas quando tiver trabalhando, já pensei muito nisso e não quero contribuir com esse mercado.

    Em uma entrevista de emprego que fiz essa semana, conversei muito com um dos candidatos, e ele me disse quer viciado em puteiro desde os 15 anos, hoje ele tem 29. e por mais que coma outras mulheres, e tenha namorada ele não consegue largar, ele também me contou que às sextas o puteiro fica com mais de 500 GPs. Olha que aqui no RJ há MUITOS prostíbulos, imagina a QUANTIDADE de GPs, que existem.

    Muitos delas, você encontra na rua, e nem se dá conta do que trabalham, muitos andam mesmo em várias festas e bailes.

    Assistindo ao vídeo do final triste dos atores e atrizes pornôs, eu parei pra pensar mais ainda nisso, no mundo atual, a MAIORIA das pessoas tem problemas emocionais, é estresse, é síndrome do buderline, é depressão, a maioria tem que tomar remédios e drogas pra dormir, as pessoas bebem e fumam muito, pra sair por um momento da realidade desagradável que se encontra, mas que volta logo depois mais forte ainda, e o ciclo vicioso não acaba.

    Alguns masculinistas, diferente da maioria, são contra a prostituição, se o cara tá muito mal em arrumar outras, use o mínimo possível, faça de tudo pra não precisar disso, vai pra academia uns meses, depois vá pra festas, rua, praças e pro badoo sem camisa, rapidinho aparece mulheres.

  2. Ainda bem que no nosso país, conseguimos aliviar as coisas fazendo rir hahaha, o vídeo final é engraçado, mas não podemos esquecer que o assunto é sério.

  3. Ótimo texto, cara.A prostituição feminina esta se tornando cada vez mais comum por que:
    1- O trabalho ta escasso e os os poucos que tem, exige muito do funcionario ou profissional.
    2- Quem não é qualificado pode perder o emprego a qualquer momento
    3- O que se ganha num emprego comum em um mês, uma mulher pode ganhar em 5 dias.
    4- A mulheres tem uma nescessidade muito grande de consumo e se ela não tem quem financie as despesas dela, ela vai ter que arrumar outro geito e o programa é uma das maniras mais fáceis.
    5- Não existe mais uma disciplina em relação a sexualidade feminina, observe que a garota que decide ser prostituta ja se comportava como tal antes de tomar essa decisão :Usam roupas curtas, dançam musicas vulgares, andam com todo tipo de homem, tem acesso a revistas ou filmes de conteudo pornograficos, frequentam festas que tambem é frequentada por gente que trabalha com diversos tipos de prostituição.
    As prostitutas atuais são alunas dos professores capitalismo e consumismo e da pró/ feminismo e elas estão aprendendo tudo direitinho.

  4. rodrigo de sousa disse:

    vcs estao vendo ela bem direitinho ? ela é loira é burra . ela tem que da o cú mesmo kkkkkkkkkkkkkkkk . toda mulher de pornografia é doida sem cerebro, percebe se que ela é maluca quando ela fala olha o video de novo .

    • Namoradinha disse:

      Nunca julgue seu idiota. Ouvi um ditado que serve pra vc: Nunca chame uma mulher de rapariga, vc nao sabe o passado da sua mae e nem o futuro da sua filha.
      Queria que tu passasse o que a maioria delas passam.

      Fala pra caralho mas quero é ver se nunca comeu um gp, se nao duvidar rolou até travesti!

  5. Bruno disse:

    “mulher é um ser narutalmente nascisita e utilitarista”
    Friedrich Nietzsche era mesmo um cavalheiro -_-

  6. as prostitutas são profissionais do sexo. elas todas recebe ate convite pra atuar nos filmes pornôs. elas se prostituir e faz filmes pornôs… e nisso muitas se droga pega aids e pra não morre sozinha contamina muitos clientes. elas vivem na nessa vida chupado muito pau e dando o cu por dinheiro. elas gosta de sexo e dinheiro…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s